Coisas nossas

2015/02/img_1561.jpg

2015/02/img_1562.jpg

2015/02/img_1564.jpg

2015/02/img_1563.jpg

Há já alguns anos que tornamos a tentativa de ser o mais auto-suficientes possivel (para quem vive numa cidade) um dos nossos focos. Nunca gostei de ver aquilo em que às vezes parece que o ser humano se está a tornar (quem já viu o wall-e?) por estar habituado a ter tudo pronto. Pronto-a-comer, pronto-a-vestir, pronto-a-usar, pronto-a-deitar-fora. Somos inteligentes mas assim não vamos longe porque nos estamos a afastar demais das nossas raízes, e a esquecer que “fazer” não é perder tempo mas sim a essência da nossa espécie. Devíamos tentar fazer o máximo de coisas possíveis antes de as consumir já prontas, de conhecer a quem compramos e o que compramos, tentar recorrer a capacidades de alguém nosso próximo, trocarmos serviços, bens e produtos.

Cá em casa fazemos um esforço, um esforço mínimo possível para uma família de um casal normal com emprego, quatro filhos e um cão. O pão há 5 anos que não compramos, iogurtes também não, cereais compramos mas também temos os nossos que fazemos todas as semanas. Tento comprar a fruta na mercearia da esquina sempre que posso. Temos horta e por isso comemos do que ela nos dá sazonalmente, por exemplo não comemos tomates no inverno e apenas quando é a altura deles. São pequenas coisas mas mesmo assim recompensadoras.
Quando nos mudámos para a nossa casa – que estava muito estragada – fizemos as nossas obras com ajuda dos nossos amigos e família. E que gosto que deu vê-la pronta (à custa do suor de muitos menos meu, que estava grávida do Benjamim e não tive autorização para trabalhar…)

O Francisco é o primeiro quando temos uma ideia a dizer: “Ah eu faço isso!” E assim foi quando começámos a precisar de algumas coisas cá para casa. Uma mesa de centro, uma mesa para a cozinha, colheres de pau, etc. E assim começou um novo projecto para a nossa vida….
Este novo blogue (https://madeiraxico.wordpress.com) é o resultado de um projecto que estamos agora a ver concretizado, depois de algum tempo de auto aprendizagem e experiências, o Francisco dedica agora algum do seu tempo a produzir estas peças, feitas com tanto amor como se fosse para nós, para quem quiser ficar com elas. A ideia é ir acompanhando as peças desde que a madeira é encontrada até à peça final. Por isso, espreitem, sintam se à vontade para propostas, encomendas ou levar para casa as peças que mais gostarem, pois teremos o maior gosto que nos acompanhem por estes novos caminhos.

2015/02/img_1565.jpg

2015/02/img_1566.jpg

2015/02/img_1567.jpg

Anúncios

2 thoughts on “Coisas nossas

  1. Cara Maria,
    sou uma leitora silenciosa, mas, desta vez, decidi escrever-lhe, pois a sua publicacao tocou-me. Acho fantástico como em família lutam contra a corrente, numa tendencia consumista e materialista. E conseguem-no! Mesmo com 4 filhos, um cao, emprego e vida na cidade. Os meus parabéns pela originalidade e forca. Que os vossos projetos toquem muita gente, pois nao há matéria prima neste mundo que permita que todos levem uma vida como a que se tem vindo a instalar e promover.
    Sempre que puder e quiser, ao partilhar as receitas e projetos “homemade”, terá deste lado muita gente que os quererá com certeza aprender e, quem sabe, mudar o rumo do seu próprio estilo de vida.
    Votos do melhor para si e para a sua família,
    Ana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s