Acerca

outubro 213
Não é fácil fazer um post depois do feedback que teve o seis meses quatroAinda estou a recuperar do choque e, devagarinho, a tomar consciência do facto deste bloguezinho caseiro ter tido mais de 14.000 visitas em 3 dias. É bom e fico muito feliz, mas de repente sinto uma responsabilidade acrescida e estou um bocado nervosa com a visibilidade que terá o artigo depois deste (não quero desiludir ninguém).
Na verdade o que tinha “na manga” para colocar este fim de semana era sobre umas infusões de vodkas muito boas que fazemos cá em casa e que ia partilhar convosco. Mas, de repente pareceu me desadequado, fazer um artigo sobre o amor que tenho pelos meus filhos e pela vida, ter tantos novos seguidores e, de repente: tomem lá Vodka. Não, não me parece bem. 
Pensei escrever sobre os 35 anos que festejo para a semana, pensei escrever sobre as camisas que estou a fazer, pensei escrever sobre os últimos desenhos do meu marido pintor, pensei escrever sobre o fim de semana que passou. Mas,  de repente nada me parece bem. De repente estou a ponderar sobre este post como nunca aconteceu com nenhum, e isso nem parece meu. 
Este blog é sobre o dia a dia de uma familia normal que gosta de partilhar aquilo que vai fazendo e tentando fazer. Se às vezes saiem textos bonitos é completamente sem querer – o próprio seis meses quatro foi escrito na sala de espera das finanças para tratar de um assunto chato – se soubesse o alcance que ia ter nunca teria conseguido escrevê-lo com a naturalidade com que o fiz. 
 
 
Enfim, reparei que o segundo link mais “clicado” este dias por aqui é o separador de “acerca”, onde tenho apenas estas palavras: “cinco mais dois não são sete. é um. blog”.  Confesso que isto foi escrito quando o único leitor do blog era eu própria e nunca mais me lembrei que estava assim. Agora estou cheia de vergonha de tanto clic que lá tenho para verem essas poucas palavras que na verdade nada dizem. 
Acho que chegou o dia me dedicar a este separador e dizer  algumas palavras “acerca ” de mim, da minha familia e deste blog.
Espero não ser maçadora.
 
 
Chamo-me Maria, tenho 35 anos (faltam uns dias por isso já fica),um marido, um cão e  4 filhos (por esta ordem de chegada!) 
 Inicialmente este blog começou por se chamar cincomaisum (não existe nenhuma publicação neste blog porque entretanto arranjámos um segundo cão e foi para o ar pela primeira vez como cincomaisdois) o nome cincomaisdois durou até tornármos público a gravidez da nossa querida Jasmim. Ficou seismaisdois e assim ficará (até ver…)
 
Estudei psicologia e é como psicóloga que trabalho das 9h às 17h. Das 17h às 21h sou mãe.  Das 21h às 22h sou empregada doméstica. Das 22h às 01h sou  tudo o resto. 
Gosto de cozinhar, de ouvir música, de costurar, de me deitar tarde, de tricotar, de correr. Gosto de fazer coisas em geral e adoro pessoas em particular. Ou vice versa.
Este blog surgiu do pedido de alguns amigos, da inspiração de alguns blogs que sigo sempre que posso, (destacando este , este e este e mais este) e do facto de estar sempre a falar e contar tudo o que faço a toda a gente (sou assim desde pequena). Eu própria às vezes  canso me de me ouvir.

Este blog é totalmente feito a partir de um iPhone. Isto porque não tenho máquina fotográfica, porque o nosso computador  já tem muitos anos e é uma lentidão e também porque os artigos são escritos em pequenos bocadinhos que tenho ao longo do dia e as fotos não são mais que instantâneos que sou viciada em tirar. 

O facto de ser uma optimista é a principal razão para este blog não respeitar o acordo ortográfico – não gosto, não concordo e tenho a certeza que ainda vai voltar atrás (bom, na verdade já tive mais a certeza)

Enquanto me souber bem ter este espaço de partilha de alguns momentos da minha vida este blog vai continuar a existir. Tenho o maior prazer que nos visitem e também que comentem. Para qualquer assunto em particular podem sempre usar o meu email: mariacordoeiro@gmail.com , terei muito gosto em receber e em responder.

 

 

Anúncios

20 thoughts on “Acerca

  1. Olá Maria! Sou a Teresa BC, sabes quem eu sou mas não sei se estás a ver mt bem..à tempos mandei os parabéns pela tua irmã Joana.
    Mas agora entendi que o devia fazer directamente.
    Adoro ler o teu blog. Adoro o estilo de vida e sou 100% defensora desse estilo. Mas, em contraste de tudo isso, sou uma residente da cidade de São Paulo, uma cidade c 20 milhões de habitantes. Portanto longe desse ideal!
    O que quero dizer é que o teu blog, mesmo a 8000km de distância, de ti e longe desse estilo de vida, fazes-me estar mais perto daquilo que chamo casa e aconchego.
    Cá em casa já se fazem os teus flocos de granola e o pão (este anda complicado, porque sou defensora do anti glúten e a farinha q tenho usado não tem resultado mt bem…”Oh Mae, mas quando é q voltamos ao pão antigo?!!!)
    Continua a escrever! Mts parabéns!! É bom saber que ainda há pessoas, jovens mas já super Mães, a dar valor à simplicidade da vida!
    Bjs p ti e tua linda família
    Teresa BC

    1. Olá Teresa achei que te tinha respondido e depois percebi que não! Desculpa… Claro que sei quem és! Obrigada por nos seguires fico mesmo contente. E que bom que te faz sentir mais próxima nem imaginas como fico feliz a ouvir isso … Muitos beijinhos

  2. Bom dia Maria!
    Muitos, muitos, tantos Parabéns!!!
    Vim aqui hoje parar por acaso! E ainda bem que aconteceu!!!
    Foi maravilhoso ler!!
    Reconheço algo do que conta… Uma querida amiga, com 32 anos, terá em Agosto o Quinto filho!! E que família maravilhosa ela tem!! Ouve tudo o que relatou… Até um “coitada” ouviu quando anunciou que estava grávida! E também ouve “ainda por cima és professora de primeiro ciclo”!
    Maria, não vou deixar de a acompanhar!
    Escreva naturalmente, sem se lembrar que estamos por aqui!!
    Eu? Vou no primeiro piolho que tem agora 10 meses… Mas saberá, com certeza, o que é o amor de irmãos =)))
    Um beijo muito grande

  3. Olá.
    Sou leitor à algum tempo e gosto bastante do que escreve, os trabalhos manuais e as receitas que venho cá “roubar” para experimentar cá por casa. Algumas correm bem, como a do pão, outras nem por isso, como a do queijo, acho que devido ao leite que usei 🙂

    Continue a escrever sem pensar muito nisso 🙂
    Tudo de bom

  4. Olá minha doce Maria, um beijinho gigante e um xi-coração do tamanho do mundo…e como miminho só te posso dizer continua a ser naturalmente TU…beijos doces!!!! Dora

  5. Boa noite. Sou uma das muitas pessoas que vim cá espreitar hoje pela primeira vez. Não queria deixar de dizer que gostei bastante e que já está nos favoritos para visitas assíduas. Espero que continue no mesmo registo, com toda essa genuinidade. Até á próxima!

  6. Olá Maria!
    Dei de caras com o seu post- seismesesquatro – através de uma partilha, enquanto fazia scroll ao feed do Facebook.
    Abri, li e adicionei-a ao separador dos blogs favoritos. Nunca antes tinha comentado um blog! Para primeiríssima vez, quero dizer que gostei e vou ficar. Obrigada pela partilha e todas as felicidades para os 6. Ou 7. Ainda tem cão?
    Um beijinho
    Até já

  7. Cheguei agora e fiquei fã. Gosto de gente natural! Não tenho quatro, mas tenho duas gémeas mais um e às vezes também não sei se lavaram os dentes e tenho a certeza que as meias já foram trocadas. Parabéns Maria, já me fiz seguidora 😀

  8. Parabens Maria são lindos TB somos 6 tenho 43 e tenho agora uma menina de 4 meses os meus tem é uma diferença de idades maior que os teus acaba um a adolescência começa outro tenho um com 21 uma com 12 outra com 6 e agora a de 4 meses , felicidades para vocês

  9. Mais um post que adorei!! Inspira-me e dá-me força para a minha loucura. Tenho um Álvaro com dois meses, mas já penso que queria o quarto. Ter dado este mano à Madalena que é colega do seu Benjamim e ao Gonçalo foi o melhor que podia ter feito e tenho pena de ter uma diferença maior entre a Madalena e o Álvaro. Adoro ser mãe, amo os meus filhos e vê-los crescer com manos é uma alegria. Mas os comentários negativos põem-me às vezes a ponderar se estarei a retirar segurança ao crescimento deles querendo ter mais filhos, e é sempre a parte económica e de tempo que me estão sempre a chatear. Obrigada Maria porque o seu testemunho acrescenta força à minha convicção.
    De uma Maria para outra Maria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s