Semanada

 

  

  

  

   

  

 As duas coisas que se passam cá em casa que mais tornam o meu dia cansativo, não é cozinhar, não é arrumar a casa nem andar para trás e para a frente com os filhos. São as birras e as bulhas dos meus filhos.

Sei, e todos sabemos, que faz parte que é mesmo assim. Que seria de estranhar se não fizessem birras. Mas custa.  Ficamos magoados, tristes, cansados. Sentimos que os nossos filhos são injustos connosco, que nós somos tão queridos para eles, fazemos tudo por eles e depois eles agradecem-nos assim. Não percebemos como é que eles, sabendo  que tudo corre tão bem quando se portam bem, MESMO assim,”decidem” de fazer birras. Ainda por cima, as piores são  logo naquele dia em que nos sentimos mais cansados ou com menos paciência. Porquê? (porque será?)

Com as birras conseguem perceber até onde podem ir e que nós pais, estamos lá, e os amamos. Aconteca o que acontecer. Faz parte. Todos sabemos. Mas não deixa de ser duro.
 Vamos tentando tudo, ver o que resulta. Mas obviamente que nada resulta pois estamos a falar de um “mal” necessário ao desenvolvimento  das crianças.
Às vezes grito, às vezes mimo, às vezes choro, às vezes castigo, às vezes viro as costas, às vezes vou me embora. Depende do dia, da disposição e do que resultou ou não da última vez.

 Mas, vou passar  à frente, porque este artigo não é sobre birras mas sobre prémios e semanada.
 Com quatro filhos às vezes é dificil dar “voz” a um sozinho. Tem sempre que ser tudo em grupo. Um filme que todos queiram, um passeio que todos estejam de acordo, uma noite para todos se deitarem mais tarde.
Mas é incrivelmente bom fazer um programa téte-a-téte com um sozinho (quando estava de licença todas as semanas ia buscar um sozinho para irmos lanchar só a dois) . Deixar apenas um fazer determinada coisa. No entanto, nem sempre é fácil arranjar uma desculpa para um apenas ser o “especial”.

Então lembrei-me (ao ver um jogo que a minha amiga Rita tem e que adaptei)  de dar prémios semanais aos meus filhos, não em dinheiro mas em “vales”, já agora com um duplo  ganho: uma desculpa para eles se sentirem especiais e também uma motivação para se portarem (um bocadinho) melhor.

 Espero não ser confusa a explicar…
Para começar fiz 8 vales. A ideia é os vales serem tão bons para eles como para nós. E que cada um receba um vale (tirado à sorte) por semana.
Cada um escolheu uma cor para os seus vales. Os 8 primeiros vales são os seguintes:

1. Vale ficar deitar 1 hora mais tarde
2. Vale passar a manhã sozinho com a mãe;
3 Vale convidar um amigo para dormir cá,
4. Vale escolher o que vai ser o jantar,
5. Vale escolher  o programa do dia
6. Vale uma tarde sozinho com o pai
7 Vale não tomar banho;
8. Vale sair mais cedo da escola.

Os vales são semanais e para os ganharem, precisam de ter 7 estrelas.   e agora é que são elas:
Para ganharem as estrelas precisam de se portarem minimamente bem. Quando digo minimamente é mesmo verdade, a ideia é isto ser uma brincadeira exequível, e quero mesmo que eles ganham sempre os vales. Pelo que temos:

2 estrelas: recebem duas estrelas no final do dia se: não fizerem nenhuma birra + arrumar quarto + não bulhou com nenhum irmão.
1 estrela: começou uma birra, mas parou a tempo + só bulhou uma vez com um irmão
0 estrelas: 2 ou mais bulhas + 1 birra
Tira estrela já adquirida: Uma birra feia ou bulha grande
No final de cada dia damos as estrelas e no final da semana contamos as estrelas. Quem tiver 7 ou mais tira um vale,da sua cor, à sorte.
Pode utilizar o vale quando quiser.
  
Começámos na semana passada e, no domingo demos os primeiros vales. Todos o mereceram. O Jacinto recebeu “vale ter um amigo a dormir”, ficou todo contente porque era mesmo o que ele queria. Diz que vai poupar e gastar aó quando ganhar também o “vale deitar uma hora mais tarde” assim tem o amigo a dormir e deitam se mais tarde. O Benjamim recebeu “vale escolher o jantar” . Já usou e hoje jantámos croquetes com arroz de manteiga – escolha dele (?!). A Luz recebeu “vale sair mais cedo da escola”. Ainda não o quis usar. 

Eu cá, estou a adorar a brincadeira e desejosa que lhes  calhe o “vale passar a manhã sozinho com a mãe”!
Anúncios

20 thoughts on “Semanada

  1. O que eu me ri a ler este post 😀 achei engraçado especialmente a parte em que assumes que nunca reages da mesma forma….ufa, fez-me sentir normal (visto que até és psicóloga)!!! Agora andamos sempre a ouvir que temos de reagir às birras sempre da mesma forma, com calma, com conversa,….mas a verdade é que por vezes também nos apetece fazer birras às birras deles 😉

  2. “Tão-Tão de acordo… às vezes acho que estou só no mundo com esse “drama”, mas depois lembro-me de como era lá em casa… e depois leio textos assim, que parecem ter sido escritos directamente para mim, num dia em que a manhã foi pródiga em “momentos destes”… OBRIGADA pela dica :-), Maria!” A ideia é mesmo maravilhosa! Vou ver se funciona por aqui 😉

  3. Olá Maria,
    Olha que eu também já tentei muitas coisas, mas esta é genial e vou tentar implementar 🙂
    Aproveito para te dizer que experimentei fazer granola (ainda não experimentei a tua receita… é a seguir :)) e roubei o nome “cereais da força” (espero que não te importes).
    A minha filha mais velha (tem 8 anos) ontem provou e pediu-me para lhe mandar no lanche da escola, “cereais da força” em vez de bolachas 🙂
    Devagarinho, eles chegam lá 😉
    Beijinhos e obrigada pelas excelentes ideias!!!
    Alexandra

  4. Olá MAria,
    Segui a sua ideia, mas entrei também no concurso. Se a mãe gritar ou perder a paciência fica sem estrelas. Estou sozinha com eles há 2 semanas e confesso que esta foi a alternativa mais criativa que encontrei… obrigada. Partilhe, por favor. Revejo-me muito no que sente e no que diz.
    Abraço
    Claudia Neves

  5. Vou fazer cá em casa este jogo, até porque para mim o mais cansativo, duro e desgastante são as birras dos meus filhos. Tenho um de 5 e um de 2 e meio e começaram agora às bulhas e se este jogo for uma maneira de os motivar a acalmar e a portarem-se melhor, é uma benção, até porque vou ter uma bebé em Janeiro e às vezes pergunto-me como é que vou dar conta do recado. Um beijinho e boas férias.

      1. Está a correr muito bem:-) Obrigada pela ideia, Maria e por este blog maravilhoso que partilha connosco. Só na altura de tirar o vale é que ficou choroso porque queria “convidar um amigo para dormir” e não “vale escolher o programa do dia” como lhe calhou. Mas guardámos o vale, sem dar muito azo à conversa porque era tarde e ele estava cansado depois de um dia de festa, e sei que vai apreciar o vale quando estiver sem sono e o puder usar. Um beijinho

  6. Sei que este post tem um ano 🙂 mas hoje reli-o e adorei a parte em que o Jacinto recebeu um vale óptimo e quis poupá-lo para juntar a outro e ter um programa ainda mais fixe. Excelente exemplo de adiamento da gratificação 🙂 Quem bom trabalho como Mãe, Maria! Bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s