Beginning of a great adventure

 

                       

Quando chegamos a meio do mês de Junho, os fins de semana com calor tornam-se dias de praia impraticáveis, para quem vive na cidade. Trânsito, toalhas coladas, 5 centímetros de areia. Ir à praia não é a mesma coisa. Não ir à praia não é solução. Então, o que havemos de fazer? Há anos que temos esta dúvida, pelo menos desde que temos filhos. Antes deles era mais simples, pegar no carro e ir fazer praia longe, bem longe. Mas com eles é difícil. Viagens grandes com calor é estar a pedir de mais aos nossos queridos (e até muito pacientes em viagem) filhos. 

Já há algum tempo que pensámos que a solução seria ir para fora de Lisboa (longe q.b. para encontrar uma praia vazia) e ficar por lá a dormir.
E assim foi. Pegámos numa tenda, sacos-cama, almofadas, salsichas, atum, grão, água, cereais, papel higiênico, bolachas, lanternas (querem que continue?!)
Montámos o acampamento e tivemos dois dias maravilhosos de praia. Já para não falar que dormir na tenda foi o delírio de todos, o ar livre a toda a hora, o pôr-do-sol mesmo ali antes do jantar, os barulhos assustadores da noite, a caruma, o jantar num pano no meio do chão foi para todos uma experiência única e, apesar de tudo, muito diferente da caravana. Mais selvagem, menos confortável. Os rapazes dizem que preferem, sem dúvida a alternativa acampamento (os 3) as meninas preferem a alternativa caravana (as 2 porque  há uma que parece gostar igualmente das duas, sempre a rir e a adorar estas aventuras)
 A verdade é que foi mesmo MESMO bom e ficámos com a certeza  se que é a primeira de muitas aventuras e daí esta música não me sair da cabeça…
Anúncios

18 thoughts on “ Beginning of a great adventure

  1. gabo-te a paciência de levar tendas e acampar com tanta criançada, mais a papa/sopa para a bebé! uff :p
    (e não resisti a citar-te outra vez, deves ter recebido uma qualquer notificação). beijinhos!

  2. Muito fixe essa ideia. Por aqui (Porto) é a mesma coisa….só de pensar em ir à praia, perco logo a vontade! É um filme para chegar, mais difícil ainda arranjar estacionamento, uffa!!! Temos de ir quase de madrugada para a praia para termos onde estacionar. Mas tenho de confessar que não percebo como não perdes a vontade só de pensar em tanta tralha para organizar….eu com dois, não me oriento, imagino com 4 😉

  3. É isso mesmo! A aventura para eles… e para nós…! Mais vale aventurarmo-nos sempre do que deixarmos a vida passar 😉 E estas memórias são para sempre.

  4. Olá MAria, este fim de semana vou eu, para o mesmo sítio (GAlé certo?)… Não sou fã de campismo, mas tento ser… quando venho sinto-me uma porreiraça!!! A nossa tenda é fixe (das que se anda em pé) e ajuda levar umas cadeiritas… comemos lá no self deles… é carote, mas é bom. E não resistimos a uma ida a Melides a um restaurante marado que serve sopas de tomate no pão, mesmo à alentejana… com o seu post sinto-me mais motivada para ir este sábado. beijinhos. Claudia

    1. Olá ! Parece me que 4 meses ainda é pequenina.. Mais se tiver frio ou assim fica desprotegida … Não sei … Mas o que acho é que uma noite dá bem para tudo, porque se não correr bem , é só uma noite! Beijinhos !

  5. Também vamos para esse campismo e para essa praia fabulosa. No ano passado a nº 4 foi pela primeira vez (tinha 2 acabados de fazer)… Há certos pontos do parque em que, sim, nem parece que estamos num parque de campismo.
    Bom Verão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s