Grande-pequeno-almoço 

  
  

Há uns tempos, no princípio deste blog fiz um artigo sobre a preparação, de véspera, da mesa pequeno almoço.
Para mim, e para todos acho eu, não é fácil ter uma manhã muito calma e sem pressas. Por isso (ou para contrariar isso) faço um grande investimento no pequeno almoço. Adoro tomar o pequeno almoço e desde sempre que é uma refeição que faço com calma (com a calma possível). Quando era pequena a minha mãe punha sempre a mesa de véspera. E não só. Por exemplo muitas vezes se tinha um teste ou um exame preparava-me um ovo quente, não sei se  para ter mais energia ou para me sentir mais reconfortada. Provavelmente as duas coisas.  Enfim, coisas boas que guardamos da nossa infância/adolescência e que queremos repetir, agora como pais.A mesa de véspera simplifica, não só pelo tempo poupado a pôr a mesa de manhã como organiza a rotina. Os filhos vão acordando e vão aparecendo, cada um com o seu feitio. (Claro que a maioria das vezes há que trocar lugares, colheres, pratos mas isso são pormenores…)
Temos na cozinha uma pequena marquise onde tomamos apenas uma refeição – o pequeno almoço. De manhã entra  por lá o sol, muito descarado, casa adentro. Os meninos, ensonados e rabugentos, reclamam que ele não deixa abrir os olhos, mas eu adoro, fica uma luz linda e a certeza de um bonito dia que está a nascer. Também gosto em dias menos bons,  quando em vez do sol vemos a chuva a bater no vidro. Gosto mesmo muito desta pequena refeição familiar, que antecede um longo dia que passamos todos longe uns dos outros.

Faço sempre um café (na verdade acho que só bebo café com leite de manhã pelo cheiro que fica por toda a casa de um café de cafeteira acabado de fazer). As torradas vão-se fazendo e também deixam o seu cheirinho bem apetitoso.Há já algum tempo que conseguimos aniquilar de vez os cereais de pequeno almoço comprados. Faço os nossos  cereais da força e eles adoram, cada vez mais. Agora adoptei a técnica de fazer estes cereais personalizados, ou melhor, a base é a mesma e depois varia o que lhes ponho no fim. Um escolhe nozes, outro avelãs, um prefere lascas de chocolate preto, outro umas lascas de chocolate branco. Um prefere amêndoas e outro amendoins. Para um com passas, para outro sem passas. Depende. Do que querem e do que há na despensa.

Para a Jasmim tem sido um sucesso a papa de aveia feita de véspera e batida na hora: deixo aveia com fruta, leite e um pouco de mel no frigorífico durante a noite. De manhã passo num liquidificador e aqueço um pouco. Ela tem adorado, é tão saborosa que às vezes os irmãos querem lhe comer a papa toda (todos menos a Luz, inabalável na sua papa de farinha láctea que por mais que me esforce não a tenho conseguido demover…).

Enfim, tenho a certeza que, independentemente do que comemos (claro que quanto melhor, melhor) é o pequeno almoço que nos dá as forças que todos precisamos para o dia. E por isso, quanto mais em paz o tomamos mais força vamos ter para enfrentar a jornada.
Anúncios

6 thoughts on “Grande-pequeno-almoço 

  1. Adorei este post!
    Também eu tenho essa memória de família, da mesa de pequeno-almoço posta de véspera, logo a seguir a arrumar a cozinha do jantar, com o tabuleiro central na mesa que tinha tudo o que era preciso: manteiga, cereais, açúcar, chocolate para o leite, mel, doces. Que saudades…
    É um ritual que copiei para a minha casa e acho que é por isto que o pequeno-almoço é a minha refeição preferida. Sempre com calma, sempre com tempo para café de cafeteira e torradas, com o sol a entrar na janela, tal e qual.
    É tão giro reconhecer rituais familiares em famílias que não a minha. Adoro!

  2. Que maravilha de post…! Conseguimos sentir o cheirinho do café a inundar a casa!
    Também adoro, vingo-me ao fim-de-semana, onde faço do café um ritual 😉
    A ideia do ovinho em dias de teste é óptima -hoje por acaso reforcei também o pequeno-almoço dela porque ia ter teste de matemática 😉 Obrigada, Maria!

  3. Tão bom Maria ❤ Também faço as papas de aveia de véspera, mas nunca experimentei dar à minha bebé. Boa ideia 🙂 mas tenho que elas com esta idade ainda não podem comer mel! Acho que já vi/li isso em algum lado!

  4. Nós também adoramos os pequeno-almoços em família! Durante a semana eu tomo sempre o meu sentada à mesa com os míudos e ao fim-de-semana alinhamo-nos para comer os 4. Eu sou mais parca, mas os meus “Homens” comem como se alguém lhes dissesse que não irão comer mais nada no resto do dia. Ele é ovos, papas, tostas, feijão, bacon, frutas, cereias…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s