Também sei ser fofinha


  
  
  

Nunca fui muito de vestidos, ganchos nem bandoletes. Também nunca fui maria rapaz. Não gostava de barbies, mas também não gostava de carrinhos nem de bola. Nunca me senti muito identificada com nenhum grupo pré concebido, o que nem sempre era fácil e, às vezes, tentava ser aquilo que na realidade não era, só para ter um sentimento de pertença.

Mais tarde, quando cresci continuei assim, sentia que, por não ser uma coisa nem outra não era nada de especial. Sentia-me um bocadinho como diz o Carlão “muito certo para mitra demasiado chunga para Beto” e durante muito tempo, andei desenquadrada  e à procura do meu estilo e grupo. Até que percebi que não tinha nenhum. Ou melhor tinha, era o meu. E a procura de pertença deixou de me preocupar.

A Luz é muito mais despachada do que eu e já percebeu isso há muito tempo (felizmente para ela porque há hoje em dia uma enorme necessidade de categorizar as crianças, comparando-as com outras para depois as poder “empacotar” num estilo-e achando que isto nos ajudará a prever o futuro é a explicar o presente). E por isso, consegue ser a miúda mais cool do mundo e não se importa de gostar de cor de rosa e preto ao mesmo tempo.

A sua roupa preferida são umas calças pretas com ténis e t shirt dos Rolling Stones, mas também adora um belo vestido. (Principalmente se for feito pela sua mãe especialmente para ela e com todas as rendas e franzidos que tem direito).

O molde é tirado deste livro e é provavelmente o vestido mais feio que lá se encontra, daí  ter demorado a perceber que o molde era bem giro, se trocasse o cetim e as lantejoulas por um tecido mais neutro e uma fita de renda.

Passei ontem uma bela noite de sexta feira, a fazer este vestido com a motivação de ter a certeza que, quando acordasse a minha filha mais cool, ia adorar a surpresa e ia ficar mesmo “fofinha” como vestido que a mãe lhe fez.

Anúncios

4 thoughts on “Também sei ser fofinha

  1. Ola!

    Tenho seguido o blog sem nunca comentar, mas gosto muito de vos ver.
    Tenho este livro e nunca fiz nada dele. Ja me fizeste ir redescobri-lo e la encontrei um chapeu e um roupao giros para os meus rapazes. Vou arriscar 🙂

    Obrigada pelo blog. E bom ver familias com quem nos identificamos.
    Nao comentei o post dos cereais mas ha muito espaco para receitas saudaveis (nao necessariamente light) e sem ingredientes “exoticos”, que podem ser maravilhosos mas que nao sao acessiveis para quem faz ginastica para chegar ao fim do mes sem a despensa vazia.

    Admiro a produtividade. Yay!
    (So tenho metade dos filhos, e aparentemente, o dobro da preguica)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s