Sobre o aquecimento global (ou o post que ninguém quer ler só por causa do título)


(antes de mais quero pedir desculpa de dois posts seguidos sobre o mesmo tema mas… desta vez teve mesmo de ser, prometo um post menos ambientalista, para breve!)

Segunda feira vimos (nós e mais 3,6 milhões de pessoas em todo o mundo) o filme do Leonardo diCaprio sobre  aquecimento global: “before the flood”  – e  embora  confesse que ele seja um dos culpados pelo meu aquecimento global  pessoal –   desde que vi o Romeu e Julieta que faz, imaginem,  20 anos esta semana que tenho um fraquinho por ele (e peço desculpa pelo cliché adolescente  fã do Leonardo diCaprio) mas é que, para além de ser bom (actor), tem sido  a principal figura pública a mexer-se verdadeiramente para  mudar o mundo, e a usar o seu mediatismo para mudar mentalidades.
O programa em si foi óptimo porque, como familia que não vê televisão, quando existe um programa interessante para ver ficamo-nos a sentir como imagino que se sentiria toda a gente em 1977 à espera de começar um novo episódio da “Gabriela”.
Fiquei impressionada (não digo surpreendida, porque confesso que já ía à espera do que ia ver) com o filme e, sobretudo com o facto de existirem tantas pessaoas que não acreditam (ou fingem não acreditar) que o aquecimento global é um facto e que achem  (ou digam que acham) que as alterações climáticas causadas pelo homem são, não só impossíveis como uma prepotência do próprio homem pensar assim- como se o mísero ser humano fosse capaz de influenciar algo tão poderoso como as forças natureza. E é  de facto incrivel que assim seja. Mas é.
Para além de ter ficado  impressionada com  tanta gente que age como se estes problemas  não existissem,  fiquei-o ainda mais com o facto de  haver tantas  pessoas  que não hesitam em causar tantos danos ao planeta só por causa da sua ganância. Eu acredito  nas pessoas. Acredito sempre que as pessoas são boas – provavelmente porque vivo rodeada de pessoas do bem (sorte?). Comprámos   a nossa casa sem  qualquer contrato-promessa – só por palavra de honra. Já duas vezes me bateram no carro e fiquei simplesmente com o número de telefone (e a palavra de honra), sem assinar  nada. Até hoje, fui sempre bem sucedida. E, digo sem me arrepender, prefiro ser enganada mil vezes a viver desconfiada uma só vez.
Por isso, quando vejo estas coisas fico sempre um bocadinho desiludida. Existem mesmo pessoas que se movem por ganância? Existem mesmo pessoas que vivem numa mentira, ainda por cima numa mentira tão grave como o futuro de todos nós e da nossa Terra? Pois existem Maria, sua naif.
Mas, como diz um economista no filme, não vale a pena estar à espera que os politicos e as grandes empresas mudem pois eles só mudam se nós, os eleitores e consumidores, mudarmos primeiro. E por isso, defendo que temos que ser nós próprios a contribuir em cada gesto  para a mudança. Bem sei que o mundo não vai mudar porque lá em casa não compramos fruta empacotada ou porque me recuso a comprar cereais  para os meus filhos. Não é pelo facto de o Francisco ir de bicicleta para o trabalho que vai reduzir por aí além  a produção de dióxido de carbono no mundo inteiro. Mas também sei que é preciso começar por algum lado. E que, se cada um der o seu contributo, mudar o mundo  está ao alcance de todos. E isso fez-me logo lembrar uma coisa  que o Bruce diz, a certa altura no seu livro, de como para ele as preocupações políticas passam sempre pelas histórias pessoais porque é em cada um de nós que estas coisas se reflectem. 
Se todos mudarmos um bocadinho os nossos hábitos alimentares e de consumo, se pusermos consciência ecológica em tudo o que fazemos – mesmo quando fazemos exactamente ao contrário – que tantas vezes acontece (cá por casa também, ao contrário do que vocês pensam) acredito que a mudança vai chegar aos “grandes” e massivos poluidores. Se todos tentarmos, já somos uns tantos e isso  é tanto!
Enfim, contra o aquecimento global ou a favor do aquecimento pessoal, a quem não viu, aconselho  mesmo a ver. O filme está disponivel até dia 5 de Novembro no YouTube .
Anúncios

14 thoughts on “ Sobre o aquecimento global (ou o post que ninguém quer ler só por causa do título)

  1. Bom dia, Maria!
    Por mim podes continuar a escrever sobre ambiente. É um tema que me interessa bastante, e acho que devia interessar a todos, pois a todos diz respeito. Tenho lido os teus posts, e apesar de não os ter comentado, fico a pensar, ou melhor continuo a pensar no assunto. Acho que isto se deve ao facto de andar a processar uma data de informação que recolho daqui e dali e de andar a tentar aplicar algumas teorias lá em casa. Vamos ver como corre 😉 e o próximo passo é precisamente ver o Before the flood esta noite.

      1. Já vi. E digo-te, ao contrário de ti, não me sinto muito optimista em relação ao futuro. Eu até posso ter a secreta esperança que alguma coisa mude, pois caso contrário não fazia o esforço de mudar alguns aspectos do meu dia-a-dia com pequenos gestos. As minhas dúvidas surgem quando falo com colegas de trabalho ou amigos sobre reciclagem, reutilização e zero waste (estou tão longe disto), e parece que estou a falar de extraterrestes. Há malta que nem reciclagem faz, aqui no trabalho quando vou pôr papel ou os atilhos de plástico do correio, que diz eu tenho a mania da reciclagem, enfim… Até nos anos do meu filho, quando algumas amigas (cheias de boa vontade) me perguntaram o que é o Vasco precisava eu disse-lhes meias e pijamas. Disseram epá roupa não é prenda (?) e meias nem pensar (?). Resultado 2 delas deram um pijama e mais um brinquedo de plástico. Eu bem tento explicar que a prenda não é importante, o que interessa é ir à festa e passarmos aquele momento a festejar, mas o pessoal até ficam ofendido quando falo nisso. E agora vem aí o natal…

  2. ________________________________ De: seismaisdois Enviado: 2 de novembro de 2016 22:35 Para: helenasero@hotmail.com Assunto: [Novo artigo] Sobre o aquecimento global (ou o post que ninguém quer ler só por causa do título)

    mariacordoeiro publicado: ” (antes de mais quero pedir desculpa de dois posts seguidos sobre o mesmo tema mas… desta vez teve mesmo de ser, prometo um post menos ambientalista, para breve!) Segunda feira vimos (nós e mais 3,6 milhões de pessoas em todo o mundo) o filme do Leonar”

  3. O ambiente devia ser um tema de profundo interesse para todos, mas infelizmente não é. Eu falo por mim, confesso. Ainda não me sinto movida para trabalhar intensamente em prol de uma causa tão nobre. Egoísmo? Alienação? Não sei. Sou daquelas pessoas que divide o lixo e acha que está a fazer grande coisa… quando existem milhentas mais para fazer no nosso dia a dia. Mas ainda bem que existem pessoas a mexer-se e a cutucar em pessoas como eu… para reflectir, mas sobretudo agir.

  4. Vi o filme na box durante o feriado porque no Domingo nem me lembrei. Gostei muito do documentário, acho que estava realmente bem feito.
    Quanto à visão do mundo ainda bem que continua a acreditar e não é desconfiada. Eu já não consigo ser assim mas também deve-se ao meu emprego e às pessoas que encontro pela frente.

  5. Mary, depois deste post só falta o hastag favores em cadeia! Filme que explica exactamente essa tua lógica de que,se cada um fizer a sua parte, o mundo muda. Acontece que para isso é preciso bom-senso, o que tem estado escasso ultimamente! Muitos beijinhos e saudades!!

  6. O filme repete amanhã na NG, quem quiser gravar e ver depois. Eu já vi. 😦 Vamos ver em família este fds! E vamos em família decidir mais comportamentos para diminuir o aquecimento global… E como a minha mais nova diz, para que os ursos polares não tenham de andar tantos kms para encontrar gelo sólido!! Obrigada Maria pelo encorajamento!!! E pelos posts e pelo blog… Eu às vezes “Deslizo” e sinto- me a desmotivar por não ter conseguido manter alguns comportamentos…

  7. Comecei a ver o filme por mero acaso (calhou, raramente me sento a ver televisão e muito menos sem que adormeça, atendendo à hora a que me sento) e gostei imenso. é impossível ficar indiferente. obrigada pelos alertas e pode continuar com reminders. Fazem muita falta. No meu caso, temos muito para melhorar lá em casa., mas andamo-nos a esforçar :). bom fim de semana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s