A Técnica do Rectângulo 

Foram precisos 6 anos a costurar para perceber que é possivel fazer roupa sem  precisar de moldes.
Aproveito para confessar que, é a minha maior falha na costura – e dizem os profissionais que é a parte mais importante – o corte dos tecidos.
Sou a verdadeira azelha, não sei o que têm os meus dedos que teimam em não conseguir manusear uma tesoura (e muito menos um cortador de tecidos) de forma firme e direita.
Enfim, felizmente tenho a ajuda do Francisco que acaba sempre por ficar com esta tarefa. Mas, apesar disso sabe-me bem poder pegar num bocado de tecido e transformá-lo em roupa de forma rápida sem ajudas, sem trapalhices e, sobretudo sem moldes nem instruções.
Foi então que decidi, em noite mais cansada e sem o meu marido-ajudante por perto, inventar a “Técnica do Rectângulo”. A técnica não é inventada por mim, certamente, mas resolvi dar-lhe este nome porque, na verdade trata-se de fazer um rectângulo e, com elásticos, baínhas e as medidas adequadas dar-lhes a forma desejada. (Maria, a estilista).
Com a ténica do rectângulo fiz estas saias para as meninas na semana passada (que vou continuar a fazer, dado o sucesso que tiveram junto das suas donas!)
Com a técnica do rectângulo  fiz uma touca para a mais nova lá de casa, que fica um amor  (e pode ser que ajude a não apanhar piolhos outra vez…)
Com a técnica do rectângulo fiz uma saia para mim:
 Depois de perceber que os meus filhos andam muitas vezes vestidos com roupa que  lhes faço e que,  para mim, tenho apenas uma mísera gola feita de tricot há uns anos atrás, achei que estava na altura de tratar do meu armário. Tenho a sorte de ter uma amiga (obrigada Cláudia!) que me deu uma série de moldes de roupa para adulto, mas só de olhar para a quantidade de peças que terei de cortar, optei  começar por fazer uma saia estilo marroquino (foi assim que disseram quando cheguei hoje ao trabalho).
Com um tecido de cetim azul, oferecido pela minha vizinha (Obrigada Margarida!), um elástico grosso e um  metro de uma fita grega que tinha lá por casa, fiz uma saia (inspirada numas colchas que tinha no meu quarto nos anos 80 – lembram-se Mana e Mãe?).
Não faço ideia como cai esta saia esteticamente, não me parece perfeita nem com um bom “corte” mas lá que me sinto confortável e ao meu estilo, isso sinto.
 Foi, sem dúvida uma boa peça para dar o mote da colecção Primavera/ Verão que conto fazer para mim própria! Pois isto de trazer vestido a  roupa que se fez de véspera tem um gosto que eu nem vos digo nada!
Anúncios

7 thoughts on “A Técnica do Rectângulo 

  1. Este teu post cai que nem uma luva!!! Não sei se te cheguei perguntar nalgum comentário ou no insta (ou somente o fiz nos meus pensamentos e em
    Conversas que sonho ter!) sobre roupa feita para ti! Estou grávida uma segunda vez e, pela primeira vez, serei mãe no pico do verão…ora eu que sou moça de calções e pouco de saias e vestidos, estou a ver-me atrapalhada em termos de roupa para barriguda! Assim, e uma vez que as coisas que já fiz para o rapazola, inspirada nos teus modelitos, resultaram bem, gostava de saber se tens (e podes ou queres!) facultar algumas ideias de vestidos, camisolas e saias para mim e para a barriga que já se faz notar!!!!
    Mais uma vez, aproveito para dizer que é sempre um prazer ler o que escreves…!
    Mil bem-hajas pelas partilhas que também já fazem parte da nossa pequena família de 3 (vá, 3 e meio!) da costa alentejana!!!
    Beijinhos, Xana

    1. Olá Xana estava há pouco a ver o teu comentário ! Que coincidência, de facto!!
      Antes de mais, parabéns pelo Baby!! Tenho muito gosto em partilhar contigo ideias de roupa. Queres me dar o teu Mail? É mais simples… beijinhos maria

  2. Há muito que acompanho o seu blog e fico encantada com o seu simplismo, a sua imaginação e o seu amor pelos seus filhos.
    Adoro as suas ideias de aproveitamentos, poupança, reciclagem e de passagem de memórias para os seus pequenos.
    Tudo de bom e continue assim.
    Um beijo grande.

  3. Estou particularmente encantada com a touca, pois já tinha tentado fazer várias e nunca tinha conseguido. Fácil e linda e fica bem nas meninas pequenas e mais crescidas, enquanto deixarem… As saias estão lindas e também é um modelito seguido cá em casa, com bolsos e sem bolsos, um tecido lindo e fazem um brilharete. Como diz a Ana no comentário anterior, vocês também já mudaram tanta coisa cá em casa… costurar, tricotar, reduzir, poupar, aproveitar… a família já vos conhece. São tantas as coisas, no aniversário de 7 de março de uma das meninas fiz a coroa em tecido, que vai passar para todas, a roupa da aniversariante e calções para as manas de modo a ficarem com os “outfits” a condizer. Obrigada 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s