Please, turn off the lights

Já não estamos (estou) habituada a fazer programas e não ter fotografias que guardem, partilhem, recordem esses momentos. Podia ficar aqui a enumerar tanta coisa negativa nesta nova modernice. Sei bem quais são. Tento que não o sejam. Vejo a parte positiva da coisa e… vou fazendo aquilo que me faz sentido. Sem excessos (embora com algum vicio, confesso). Enfim. Nem tudo o que faço e fotografo partilho – de todo! – e, às vezes tenho momentos tão bons e tão bonitos e guardo-os só para nós (e o que seria se assim não fosse!)
Hesitei fazer este post porque, de quase nada do que vou falar tenho fotografias e não estou habituada a escrever sem fotografias. 
O fim de semana foi de chuva, mais invernoso que a maioria dos fins de semana do Inverno que passou. É pena, gosto da chuva e do frio quando são precisos e não fora de horas (pobre morangos da nossa horta que tanto têm sofrido  com o granizo, a chuva e os ventos!) 

Na quinta feira fui ao teatro. E que excelente peça que fui ver. Saí de lá divertida e bem disposta, mesmo contente por ter assistido a uma peça de uma companhia  de teatro que, embora pequena, é enorme. 

Na sexta o temporal estava perfeito para jantar em casa de amigos. Bom jantar, bom vinho e boa conversa (pizzas para as crianças!) nada que mais aqueça numa sexta feira de chuva. 

Sábado à noite, à última da hora – é o que dá não ver notícias e andar a leste – soubemos que era a “hora da terra“. A hora já estava quase a acabar, mas aproveitámos a deixa e fizemos nessa noite tudo sem electricidade nem telemóveis.. nada (só o aquecedor a gás se manteve ligado… fraquejamos neste pequeno grande conforto!) Nada em nossa casa foi ligado nessa noite. Jantámos à luz de velas, os miúdos foram ler para a cama de velinha na mão etc. Foi fantástico. Não sei explicar mas senti um descanso inacreditável. De facto há coisas tão simples que podem ser tão boas e ao mesmo tempo tão divertidas e que nos fazem abrandar o ritmo e a cabeça. Estamos  mesmo a pensar  fazer todas as semanas a nossa própria “noite da terra”. Incrível mesmo… 

Um concerto em Montemor – que nos levaria a conhecer este bocadinho de Alentejo –  há muito planeado e marcado para o  nosso domingo ficou suspenso, devido ao tempo e às constipações – para grande pena nossa. Acabou por ser um dia em casa  (mais um dia) para descansar, preparar as costuras da semana, estudos, musicas,  desenhos e muitas muitas brincadeiras. 

Para terminar, a mudança da hora – que tanto gosto embora nos mate de sono nos primeiros dias – levou-me a fazer um lanche praticamente à hora do jantar. A receita deliciosa é saudável deste livro que tanto uso dou!

(E enquanto escrevo este post, ninguém se deixa dormir nesta casa! Amanhã estou para ver como será a nossa manhã, já tão difícil de segunda feira…)

Boa semana de Primavera, hora de Verão e tempo de Inverno para todos os nosso leitores!

4 thoughts on “Please, turn off the lights

  1. Oi Maria, a tempo acompanho seu blog, sou aqui do Brasil, especificamente de São Paulo. Você me inspira muito, já fiz receitas tuas, tentei aprender a tricotar com minha mãe (que é portuguesa e por ela tenho cidadania portuguesa também), reduzi e muito o consumo de industrializados, enfim, queria apenas expressar minha gratidão por compartilhar seus dons e aventuras, obrigada mesmo por me fazer questionar certos padrões que nem havia reparo.

Deixe uma Resposta para Maria Paula Marques de Souza Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s