Junho e os pirilampos

img_6614img_6616-1img_5415img_4851

Acabei de perceber que é único mês que tem tido um destaque exclusivo todos os anos.
Porque, na verdade para mim (e para muitos) Junho é um mês mesmo muito especial.
Começa com o dia da criança, passa pelas festas e arraiais, pelo final do ano lectivo, e começa o…. Verão.
Gosto de viver cada um dos 12 meses do ano com as idiossincrasias de cada um deles. E isso é um assunto que estou sempre a repetir (e eu não gosto de me repetir!). Por isso dividi o livro por meses. Por isso sou uma pessoa tão diferente em Setembro, em Dezembro ou em Junho. Em Setembro faço planos e projectos. Em Dezembro gosto de serões caseiros, beber chá e fazer tricot. Em Junho.. ai ai em Junho gosto de estar fora de casa – sempre que posso –  beber minis e dormir pouco. E é assim que oscila a minha disposição anual. E, como em tudo, oscila intensamente.
Mostrem-me programas no mês de Junho, vou a tudo, sem constrangimentos. Em Junho o cheiro a tília e a jasmim pelas ruas da cidade provoca-me uma energia que não tem fim. As ruas peganhentas dos jacarandás pedem-me que as aproveite até ao fim da noite.
Felizmente não sou só eu a sentir estas mudanças e estas energias e, por isso, a quantidade de programas é, também ela, muito diferente durante os 12 meses do ano. A oferta no mês de Junho é imensa e a vontade é (claro!) ir a tudo. Programas familiares e menos familiares, santos populares, feiras, festas, acampamentos e festivais. O problema às vezes é conseguir conciliar tudo. Mas tudo bem: adeus rotinas, encontramo-nos em Setembro! Olá adolescência, gosto de te reencontrar, todos os anos por esta hora!
Enfim. Para além de tudo isto – e não disse metade. Há mais uma coisa muito importante no mês de Junho. Uma coisa que nos traz memórias de infância – embora na altura não associássemos a um mês especifico, mas sim a temporadas deliciosas fora da cidade.
Quem se lembra de andar a passear, noite dentro, a ver uns bichinhos que iluminavam a noite como se fossem estrelinhas que caíam do céu?
Eu lembro-me, e lembro-me bem.  Andava pelo Crato – casa da minha avó – de mão dada com a minha mãe a ver … pirilampos.
Sempre tive dúvidas de que fossem mesmo um insecto. Para mim – pela sua luz (e também provavelmente sugestionada por um boneco chamado “pirilampo mágico”) os pirilampos traziam com eles qualquer coisa de mágico, de contos de fadas. De estrela cadente que se enganou no caminho.
Os nossos filhos têm a sorte de já ter visto muitos destes seres pequeninos e misteriosos. Vimos uns quantos no outro dia a acampar. Temos uns quantos na nossa horta. Aprendemos muitas coisas sobre eles neste livro que adoramos e que tem sido a nossa bíblia da natureza.
O Movimento Bloom – Associação que tão espectacular contribuição dá para o livro Viver Devagar e que  não se cansa de promover o contacto das crianças e das famílias com a (por vezes tão esquecida) NATUREZA – está a organizar uma actividade (em parceria com a  Ocean Alive –  cooperativa de educação ambiental)  muito especial  onde vamos ter a oportunidade de ir à procura dos tão mágicos e luminosos Pirilampos. O tempo vai aquecer e as fadas e os pirilampos estão à nossa espera!!!
Espreitem aqui para se inscreverem!
Anúncios

2 thoughts on “Junho e os pirilampos

  1. Ó! Ia de bom grado, mas não estamos cá. Junho é mês de tirar mini férias, que o maridão faz anos. Vou ver se os vejo nos Açores nessa noite 😉

  2. De há uns tempos também comecei a viver os meses de um outro modo… Há meses mais especiais que outros, mas, sem dúvida Junho é um daqueles que deixam sempre saudades… Beijinho e muito obrigada pela partilha ❤

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s