Cinco filhos – parte 2

O fim da tarde aos dias de semana traz também consigo uma rotina, embora muitas vezes seja quebrada – ao contrário das manhãs onde a rotina só é quebrada quando adormecemos.

Sempre tivemos a  sorte (não sei bem se é sorte)  de chegar os dois cedo a casa. E sempre valorizei muito  (mesmo muito) o facto de conseguirmos reunir TODOS em casa  por volta das 17.30.

Vamos buscar os meninos à escola por volta das 17, primeiro os mais pequenos – Jasmim e Lucas que andam na creche e logo de seguida a Luz e o Benjamim que andam na primária. Felizmente as duas escolas são perto uma da outra. O Jacinto, já é o terceiro ano que vai e vem a pé da escola – e isso é uma grande qualidade de vida para ele e para todos! Por isso, quando chegamos  com os  outros 4, já o Jacinto está em casa.

Neste momento eles não têm nenhuma actividade extra escola. Normalmente, se eles quiserem fazer alguma actividade deixamos para o segundo ou terceiro período. E eles gostam disso. O primeiro período é um tempo de adaptação ao novo ano lectivo, de mudanças e também de dias curtos  e frios. Somos os 7 muito caseiros e adoramos o fim da tarde no conforto da nossa casa.

Apesar de tudo, o fim da tarde é curto para tudo o que queremos \ temos de fazer. A casa que está arrumada fica desarrumada em mais ou menos um minuto e meio. Mochilas, casacos, brinquedos espalhados: são cinco a brincar em apenas dois quartos e com coisas muito diferentes. Mas, resumindo e concluindo e embora não haja uma tarde igual à outra, é isto:

Mal chegam a casa vão diretos à cozinha. Gostam de lanchar (provavelmente não almoçam muito na escola e o lanche que mando também não é muito grande) e eu gosto deste momento. Como agora estou mais tempo em casa, muitas vezes preparo um bolo e um chá para um regresso mais quentinho. Lanche despachado cada um vai fazer o que quer. Brincam, fazem trabalhos de casa  e descem e sobem para o jardim ou para casa dos primos  (que moram em baixo). Agora com um bebé em casa, dedico muito tempo a estar sentada no chão e então aproveitamos para construir puzzles e montar legos – que eles adoram. Vou tentando gerir as bulhas e as birras sem ter de me levantar, mas normalmente não consigo estar assim muito tempo na paz a brincar no chão. É uma casa barulhenta e cheia!

Não temos por hábito ligar a televisão a esta hora mas não é uma regra, se por acaso lhes apetece ver qualquer coisa não estou cá para proibir e percebo que lhes apeteça essa ronha e deixo. Basicamente este tempo é deles, fazem o que quiserem!

Por volta das 19 começam os banhos. Durante muito tempo no Inverno só havia banho dia sim dia não mas agora há sempre banho a acontecer. Os rapazes tomam por si já há mais tempo (o Jacinto de manhã). A Luz às vezes sozinha às vezes com os mais pequenos. A Jasmim toma todos os dias pois na sua escola tem um recreio maravilhoso cheio de terra e lama (chega a casa tão suja que raramente conseguimos que não tome banho). O Lucas também acalma muito com o banho e por isso, este ano temos sempre banho.

Enquanto o Francisco dá os banhos eu começo a preparar o jantar. Adoro cozinhar, por isso, apesar de ter uma pessoa que me ajuda umas horas por dia com a casa e roupa, sou sempre eu que cozinho. E cozinho todos os dias.

O nosso jantar está pronto pelas 19.30\20. Jantamos SEMPRE todos juntos e na mesa da sala de jantar com velas acesas e música a tocar. A ementa é feita por mim à sexta- feira e raramente alteramos o que lá está destinado (faço as compras com a ementa já pronta, assim tenho a certeza que não  vai faltar nada). A mesa quem põe são os miúdos : à segunda feira é o Jacinto, à terça-feira o Benjamim, à quarta a Luz. A Jasmim põe à quinta com a nossa ajuda e o Luquinhas, claro, ainda não põe a mesa. 🙂

Adoramos o jantar, temos sempre sopa, salada e fruta. Conversamos muito quando estamos à mesa e na verdade, é quando mais sinto que eles são  muitos cinco, todos querem falar muito, interrompem-se  e falam ao mesmo tempo o que às vezes me leva a dar um ou dois gritos.  Há conversas paralelas e às vezes sinto que não consegui ouvir tudo o que eles queriam contar, e claro, depois de os deitar fico com pena, mas pensando bem acho que eles percebem  e que faz parte de ter muitos manos. Eles adoram estar à mesa (tirando um mais crescido que quer despachar o jantar para ir falar com os amigos pelo whatsapp – help)

Depois do jantar varia muito a nossa rotina. Já tivemos o nosso clube de leitura, às vezes acompanhamos alguma série em família. Ultimamente tem sido um bocadinho sem rotina.  As idades deles começam a fazer alguma diferença por isso muitas vezes não conseguimos encontrar um programa para fazer todos juntos. Há um bebé para deitar, um café para beber, mochilas para preparar e  uma história para contar. Ultimamente têm visto um episódio de alguma série que estão a seguir enquanto um de nós, pais, deita o Lucas. Pelas 21.30 vão os outros 4 para a cama. Uns adormecem quase instantaneamente. Outros ficam a ler, a desenhar ou simplesmente a rebolar na cama. Muitas vezes temos de lá ficar com eles, quase sempre querem mais um beijinho, um copo de água, um boneco ou alguma coisa que se lembram (só para testar os meus nervos?)

E depois o nosso serão… ai  o nosso serão… durante muito tempo era o nosso tempo a dois, para  beber uma cerveja, conversar,  ler, ver um filme ou tricotar.  Agora é esperar até o Lucas acordar a primeira vez e depois a segunda e por aí fora…

Sabemos que não é para sempre, mas se temos saudades de não haver filhos a acordar noite dentro.. ufa se temos!!

 

 

 

 

 

 

2 thoughts on “Cinco filhos – parte 2

  1. Olá Maria! Sou mãe de três,embora já todos muuuito grandes, o mais novo vai a caminho dos quinze, contudo sempre que leio sobre a vossa dinâmica familiar identifico-me bastante, pois não é muito diferente da que aplicávamos cá por casa quando todos eram pequenotes. E o mais engraçado é que mesmo com a malta já crescida há hábitos que ficaram e adoramos (nós e filhos) dar-lhes continuidade, refiro-me, por exemplo, jantar juntos para pormos a conversa em dia ou seguir uma série ou ver um filme, e no bom tempo ainda conseguimos que passem os fins de semana connosco a acampar (!) Não sei quanto tempo vai durar assim, mas seja lá qual for, a única coisa que me interessa é sugar esses momentos todinhos e vivê-los ao máximo.
    Os vossos miúdos transpiram felicidade e claro que não é por acaso. Dias felizes para vocês!

  2. Sempre inspiradora… Filhos lindos, toalha de mesa linda, sopa com aspeto divinal… cá por casa peco um bocado nos jantares, porque vou servindo… e uns acabam antes dos outros… e tenho muita pena, porque quando estamos todos juntos à mesa é delicioso (seis cá por casa), temos o hábito do melhor e pior do nosso dia e é maravilhoso ouvi-los. O serão cá em casa é do género, é até o Manuel acordar a 1ª vez e a 2ª e ai por diante… lol
    Tudo de bom para vocês e escreva mais por aqui 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s