Querido diário, dia 10

Estranho dizer dia 10. Diria que era o dia 3.


Os dias passam, uns melhores e outros menos bons. Não vejo noticias e isso ajuda a ver o mundo mais cor de rosa. Acompanho notícias mas nunca telejornais. Apesar disso, nem tudo é cor de rosa nesta quarentena. Vou partilhando dificuldades e faço um esforço para mostrar o lado bom, que de lados menos bons já está o mundo cheio. E imagino as diferentes dificulades que cada casa está a passar nesta fase. Os que estão sozinhos. Os que perderam projectos de vida. Os que perderam alguém. Os que estão na linha da frente. Os que têm casas pequenas. E os que não têm casa. Aqui em casa temos tudo. Boa casa, jardim. Companhia de um par. Alegria de crianças. Emprego. Mas às vezes os dias também podem ser dificeis. Porque queremos não falhar a nada (e é muita coisa).

Hoje enervei-me com eles, estavam a discutir enquanto tentava escrever um mail. Gritei. Zanguei-me, disse-lhes que eles eram injustos que não me deixavam trabalhar. E depois tive vontade de chorar um bocadinho. Mas não há espaço. E, logo à seguir ficou tudo bem outra vez: Fomos almoçar e depois fomos brincar. Como se nada se tivesse passado.


Até porque o dia tinha começado mesmo bem – com uma corridinha cedo (agora aproveito o dia de banho para uma corrida matinal) uns ovos com abacate e pão preto maravilhoso feito pelo Francisco.

Tive de sair de manhã para ir a mercearia – falta sempre qualquer coisa – não imaginam a rapidez com que a fruta ( e tudo) desaparece nestes dias.


O Lucas fez uma sesta mínima o que significou aparecer-me ensonado a meio de uma reunião – acho que já ninguém leva a mal e está misturada entre mãe, dona de casa e executiva no mesmo horário.
O resto da tarde foi mesmo mesmo bom. Brinquei muito com os meus filhos mais pequenos. Consegui dar alguma atenção aos meus filhos mais velhos. O Francisco conseguiu trabalhar quase todo o dia – o que tem sido raro. O jardim tem feito muita falta, mas a verdade é que tem estado tudo molhado e desagradável.

Foto da Luz


Hoje não havia banhos, por isso, arrumar a casa e fazer jantar com música bem alto. Ao serão jogámos um “código secreto” com os rapazes e, quando eles se foram deitar ainda vimos um episódio da série que estamos a ver (estamos a ver o twin peaks… sempre muito modernos ahaha)


Foi um dia bom.

One thought on “Querido diário, dia 10

  1. Pois… cá em casa só somos 3, mais dois gatos. E por vezes, vezes de mais, zango-me, grito e sinto vontade de chorar, mas, como não há caminho certo ou errado, há o nosso caminho, o melhor é seguir em frente e acreditar em Nós. Abraceijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s