Quando eu nasci

20140124-231158.jpg

Quando eu nasci nunca tinha visto nada. Só um escuro, muito escuro na barriga da minha mãe. ”
Este livro já pode ser considerado um dos clássicos cá de casa. Começámos a contá-lo quando estávamos à espera do Benjamim – já tem portanto mais de quatro anos. Houve uma altura em que o Jacinto o sabia de cor… E acho que o ajudou a preparar-se para o(s) bebé(s) que vinha(m) a caminho.
Quando acabamos fazem sempre mil perguntas sobre como foi quando nasceram e como era na barriga da mãe. “Oh mãe se eu não conhecia ninguém como é que sabia que a mãe era a mãe e o pai era o pai?

A que sabe a lua?

20131122-114646.jpg

A pedido da Luz, temos estado a ler esta história antes de dormir. Já tinha aqui falado da Planeta Tangerina com uma das editoras infantis preferidas cá de casa. A Kalandraka é outra, embora não sendo portuguesa, tem uma selecção de livros deliciosos, todos com ilustrações muito boas.  Vale mesmo a pena.

Este foi um presente, há um ano atrás para o Benjamim quando fez 3 anos.